Relisha Rudd, desaparecimento de uma criança nunca solucionado

Relisha Rudd, desapareceu em março de 2014. A garota morava em um abrigo com a mãe e os irmãos e mantinha uma estranha relação com o zelador do local.

You are currently viewing Relisha Rudd, desaparecimento de uma criança nunca solucionado

Relisha morava em Washington DC, com a mãe, o padrasto e mais dois irmãos. Na época dos acontecimentos a menina tinha 8 anos de idade. Conhecida por ser uma criança alegre e amável, Relisha adorava frequentar a escola, era bastante envolvida em atividades extracurriculares e foi descrita como uma criança muito inteligente pelos seus professores.

Apesar de parecer um pequeno prodígio, a vida familiar da criança não era nada fácil. Junto com sua mãe, Shamika Young e irmãos, Relisha foi despejada de casa pelo menos três vezes por não ter condições de pagar o aluguel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conhecidos afirmam que a menina frequentemente era vista com roupas sujas, faminta e por muitas vezes até machucada. O conselho tutelar já tinha sido acionado pelo menos duas vezes, mas nada nunca foi feito. E existem rumores de que Shamika era usuária de drogas e extremamente negligente com os filhos.

Vivendo no abrigo DC General Shelter

Após diversas ordens de despejo, e sem dinheiro nem para comida, Shamika e os filhos passaram a morar em um abrigo local. A instituição era conhecida por abrigar usuários de drogas, fazer vista grossa para episódios de violência no ambiente e não ter qualquer tipo de controle sobre os moradores.

Relisha fazia de tudo para passar o maior tempo possível fora de casa. A garota, que sonhava em ser modelo, chegou até a fingir um quadro asmático para permanecer mais tempo na casa de Ashley, sua tia por parte de mãe. A tia, por sua vez, não possuía melhores condições financeiras mas tinha uma casa e oferecia amor a garota e seus irmãos.

Khalil Tatum, zelador e ex-presidiário

Khalil Tatum, de 51 anos era zelador do abrigo DC General Shelter. Ele era bem quisto por todos, carismático e alegre se aproximava fácil dos que ali moravam.

O homem inicialmente começou uma amizade com Shamika, e logo em seguida se tornou próximo de seus filhos e principalmente de Relisha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os dois passavam bastante tempo juntos, ele a levava ao shopping, comprava roupas e brinquedos e certa vez a menina passou três semanas em sua casa. Fato este que choca, pois a mãe sequer ligou para ter notícias da filha nesse período.

Com o passar do tempo, Tatum se tornava cada vez mais próximo da garota, ele até foi apresentado por Shamika, à tia e a avó como “o padrinho de Relisha”.

“Dr.” Khalil Tatum”] e a ausência de Relisha na escola

Em Março de 2014, Relisha que adorava ir a escola, começou a faltar vários dias seguidos e sem nenhuma justificativa. A escola entrou em contato com a mãe, que disse que a menina estava em um tratamento com um médico chamado “Dr. Tatum.

Após insistência da escola, Shamika deu o número de telefone do médico, reafirmando que estava tudo bem.

Inicialmente a escola acreditou na versão da mãe, mas com o passar dos dias e a sequência de faltas da aluna, o conselho escolar decidiu ligar para o número informado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 10 de Março a escola faz contato com o suposto Dr. Tatum, ele se identifica como médico e diz que Relisha está no fim de um tratamento neurológico e logo retornará as atividades escolares. A escola então pede que sejam enviados documentos como laudos e atestados, para justificar as faltas da garota.

O homem concordou em mandar, mas estes documentos nunca foram enviados.

Após o décimo dia de falta, a escola comunica o conselho tutelar, que tenta marcar um encontro com o médico, porém sem sucesso.

Em 19 de Março, assistentes sociais visitam o abrigo em busca de Relisha. Colhendo informações com os moradores, o conselho tutelar descobriu que o tal Dr. Tatum era na verdade Khalil Tatum, o zelador.

A polícia foi acionada. Shamika deu um depoimento dizendo que Relisha estava viajando com Tatum em uma conferência médica e que novamente tudo estava bem. Nesse momento, a polícia já tinha levantado o passado de Khalil, preso duas vezes por roubo, furto e arrombamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em uma das vezes em que esteve preso, cumpriu 10 anos em regime fechado.

Desaparecimento declarado e investigação

Nas buscas da polícia, Tatum e Relisha foram captados por uma câmera de segurança enquanto andavam por um corredor em um hotel de Washington, em 26 de fevereiro. E nas últimas imagens captadas de Relisha, em 1 de março, mostravam ela caminhando com Tatum para um quarto de hotel, depois disso não há mais nenhum registro da menina.

Andrea Tatums, esposa encontrada morta

A esposa de Tatum, Andrea, foi encontrada com um tiro na cabeça em um motel em Prince George’s County, Maryland, no mesmo dia em que Relisha foi dada como desaparecida (20 de março). As fitas de vigilância mostraram Kahlil e Andrea Tatum entrando no quarto do hotel na noite anterior. 

Kahlil Tatum foi visto pela última vez em 2 de março, um dia após Relisha ter sido visto pela última vez, enquanto comprava uma pá, lima e sacos de lixo de 42 galões.

A polícia obteve um mandado de prisão para Kahlil Tatum pelo assassinato de sua esposa, mas em 31 de março, o corpo de Tatum foi encontrado em um galpão em Kenilworth Park (local que frequentemente era visto passeando com Relisha), morto por suposto suicídio, com a mesma arma que matou sua esposa. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Steve Wilkos, a TV americana extremamente sensacionalista

Em outubro de 2017, a mãe de Relisha, Shamika Young; seu padrasto, Antonio Wheeler; e sua avó, Melissa Young, apareceram no The Steve Wilkos Show . Nos testes de polígrafo, é perguntado a eles “Você participou de alguma forma no desaparecimento de Relisha?” .

Tanto o padrasto Antonio quanto a avó Melissa respondem “Não” , e os resultados do polígrafo confirmam que estavam falando a verdade. 

A mãe de Relisha, Shamika, se recusa a fazer o teste do polígrafo.

Teorias

Há um número limitado de teorias para o que aconteceu com Relisha, dado o comportamento predatório de Tatum e violento assassinato-suicídio logo após seu desaparecimento. 

As autoridades geralmente acreditam que Relisha foi assassinada por Tatum ou vendida a traficantes sexuais. Mas a teoria do tráfico sexual foi descartada pelos Detetives da Polícia Metropolitana de DC. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em uma entrevista ao The Washington Post , um oficial sênior da lei suspeitou que Tatum havia explorado sexualmente a menina e possivelmente a outros, e pode ter matado sua esposa por ela ter descoberto sobre suas atividades. 

Outras teorias são de que Ricky Sheridan Lyles Sr., que é cunhado de Tatum, pode fazer parte disso e pode ter o matado. Shamika Young afirmou no The Steve Wilkos Show que Tatum foi baleado duas vezes. 

Lyles foi questionado, mas eles o descartaram como não sendo um POI (pessoa de interesse).

O caso segue sem solução até o presente momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Juliane Cunha

27 anos, trabalho na área da saúde. Adoro escrever e também adoro casos criminais, nada melhor que unir o útil ao agradável. Me segue no Instagram @julianesantt | @casocriminal_