Skylar Neese, adolescente assassinada por suas melhores amigas

Adolescente de 16 anos desaparece de casa e seis meses depois sua melhor amiga confessa seu assassinato. Ela foi esfaqueada mais de 50 vezes.

You are currently viewing Skylar Neese, adolescente assassinada por suas melhores amigas

Skylar Neese, de 16 anos na época, morava em uma pequena cidade no estado de Virgínia Ocidental, EUA. Ela era a única filha do casal David e Mary. Considerada por muitos uma doce menina, tirava ótimas notas no colégio.

No dia 6 de julho de 2012, ela simplesmente desapareceu, fugiu de casa e nunca mais voltou. Em seguida seu desaparecimento foi comunicado as autoridades e as buscas começaram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Todos da comunidade se perguntavam: porque alguém faria mal a essa menina? Ou será que ela fugiu por conta própria? Mas porque ela faria isso? O fato é que o desaparecimento era um tanto intrigante pra pacata cidade de Star City, com apenas dois mil habitantes.

blank
Foto de Skylar Neese

Suas melhores amigas

Shelia Eddy e Rachel Shoaf eram as melhores amigas de Skylar, elas conviviam bastante tempo juntas e, pelo menos aparentemente, não havia qualquer problema entre elas.

Skylar conheceu Eddy quando as duas estavam estudando no ensino fundamental, e Shoaf chegou na escola um pouco mais tarde, no primeiro ano do ensino médio. As três tinham a mesma idade.

blank
Eddy, Shoaf e Skylar, respectivamente.

Desaparecimento

Na noite do dia 5 de julho de 2012, após sair do seu trabalho de meio período em uma lanchonete de fast-food e voltar para casa em torno de meia noite, Skylar saiu do apartamento de seus pais sem que ninguém notasse. Eles moravam no andar térreo, e ela saiu pela janela de seu quarto.

Na manhã seguinte, os pais de Skylar encontraram a janela aberta. As imagens da câmera de vigilância do exterior do prédio mostraram Skylar saindo, mas não capturaram nenhum carro ou pessoas esperando ela do lado de fora. Seus pais chamaram a polícia para denunciar o desaparecimento da filha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Seis meses depois Shoaf sofreu um colapso nervoso e ficou seis dias internada em um hospital psiquiátrico. Então, após receber alta, em 3 de janeiro de 2013, ela confessou à polícia que tinha esfaqueado Skylar até a morte juntamente com Eddy. Rachel Shoaf indicou o local onde as duas tinham escondido o corpo.

Como aconteceu o crime

Skylar saiu por conta própria do apartamento onde morava e encontrou com Eddy e Shoaf, que estavam esperando em um carro próximo. Então elas dirigiram 30 quilômetros para uma região mais remota, onde fumaram maconha. Skylar foi até o carro buscar um isqueiro, e quando retornou as amigas lhe esfaquearam 50 vezes.

De acordo com algumas fontes, Eddy e Shoaf planejaram o assassinato de Skylar durante meses. Naquela noite elas trouxeram com elas um kit “serial killer”, composto de toalhas, água sanitária, uma pá e uma muda de roupa. Elas também embalaram as facas que seriam usadas no assassinato.

As três costumavam ser inseparáveis. Mas nos dias que antecederam a sua morte, a conta de Skylar no Twitter, que acabou sendo apagada, mostrava que algo não estava muito bem.

Não é preciso muito para me foder.

Você fazendo merdas como essa é por isso que eu NUNCA posso confiar completamente em você.

tuitou Skilar alguns dias antes do assassinato.

É difícil realmente dizer o que motivou esse crime, porém algumas fontes relatam que Skylar viu as duas amigas tendo sexo lésbico. Elas ficaram receosas que Skylar poderia divulgar o caso, por isso decidiram matá-la. Porém é bastante provável que outros motivos que motivaram o crime nunca sejam revelados pelas duas adolescentes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sentença

Shoaf e Eddy se declararam culpadas pelo crime. E a corte do seu estado julgaram elas como adultas. Shoaf recebeu uma sentença de 30 anos, com elegibilidade para liberdade condicional em 10 anos, enquanto Eddy foi sentenciada em 15 anos de prisão.

blank
Rachel Shoaf durante julgamento.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Juliane Cunha

27 anos, trabalho na área da saúde. Adoro escrever e também adoro casos criminais, nada melhor que unir o útil ao agradável. Me segue no Instagram @julianesantt | @casocriminal_